A arte de comunicar-se bem. Cinco dicas para você aprimorar sua comunicação.

Facebookgoogle_pluslinkedin

Será que você possui problemas de comunicação no trabalho? E no ambiente familiar e com amigos, também existe contratempo devido à comunicação, certo?!

Existe grande probabilidade de a resposta ser sim.

A dificuldade de se expressar é um obstáculo recorrente nas famílias e também no ambiente profissional. Pesquisas indicam que a comunicação é um dos maiores inconvenientes que as empresas enfrentam para obter desempenho e resultados superiores. A inabilidade de comunicação leva à má compreensão de objetivos, que leva ao esforço inútil e sem foco.

Muitas vezes a falha na comunicação provoca inúmeros conflitos desnecessários, além de gerar improdutividade e ser desgastante para todos os envolvidos.

Entendo que a parábola abaixo demonstra exatamente o que a comunicação pode gerar.

A Parábola do Rei e do adivinho

Conta à parábola que um rei sonhou que havia perdido todos os dentes. Logo que despertou de seu desconfortável sono, mandou chamar um adivinho para que interpretasse o que havia sonhado.

– Que desgraça, senhor! – Exclamou o adivinho. – Cada dente caído representa a perda de um parente de vossa majestade.

– Mas que insolente – gritou o rei, enfurecido. – Como te atreves a dizer-me semelhante coisa? Fora daqui! – e então chamou os guardas e ordenou que lhe dessem cem açoites.

Mandou que trouxessem outro adivinho e lhe contou sobre o sonho. Este, após ouvir o rei com atenção, disse-lhe:

– Excelso senhor! Grande felicidade vos está reservada. O sonho significa que “haveis de sobreviver a todos os vossos parentes”!

A fisionomia do rei iluminou-se num sorriso, e ele mandou dar cem moedas de ouro ao segundo adivinho. E quando este saía do palácio, um dos cortesãos lhe disse admirado:

– Não é possível! A interpretação que você fez foi à mesma que o seu colega havia feito. Não entendo porque ao primeiro ele pagou com cem açoites e a você com cem moedas de ouro.

– Lembra-te meu amigo – respondeu o adivinho – “que tudo depende da maneira de dizer”.

Agora me diga: você encaixa-se mais no perfil do primeiro ou do segundo adivinho?

Se respondeu do primeiro, acompanhe as dicas abaixo para aprimorar sua comunicação.

1. Aprenda a ouvir

Um dos principais pontos para aprimorar e fazer você evoluir na comunicação sem dúvida é a capacidade de escutar. Temos que ter uma escuta ativa!

Quando uma pessoa fala, nem sempre os demais a escutam. Prestar atenção é uma qualidade valorosa do comunicador. Uma forma de evitar distração durante uma conversa é olhar para a pessoa e não interrompê-la. Hoje temos várias distrações e a principal delas é o nosso telefone que acaba desviando o foco.

“Adeque o vocabulário e a linguagem ao tipo de pessoa com quem estiver falando, para falar a mesma ‘língua’ do interlocutor”.

Evite olhar para o telefone durante a conversa e realmente ouça o que o outro está dizendo. Não interrompa o outro, pois pode demonstrar impaciência. Planejar mentalmente uma resposta enquanto a outra pessoa fala é outro equívoco.

Procure dar sinais de que está realmente prestando atenção. Pode ser um simples aceno com a cabeça ou uma expressão de acompanhamento como “ok”.

Quando ouvimos atentamente, inconscientemente obrigamos o outro a também nos ouvir atenciosamente.

Lembre-se que silenciar um pouco durante a conversa pode ser extremamente útil, pois o silêncio permite a quem escuta ganhar tempo para processar o que foi dito e organizar os pensamentos antes de uma resposta.

2. Pergunte mais

Procure compreender o ponto de vista do outro. Fazer perguntas para esclarecer o assunto é um bom começo e provoca empatia. Repetir as palavras do interlocutor na sua pergunta irá trazer um caráter de quem ouviu atentamente, além de conferir a você uma imagem de quem interpretou corretamente o que foi dito.

Para direcionar a conversa, procure formular questões objetivas quando houver dúvidas, principalmente se o assunto precisar de esclarecimentos.

“Tenha segurança ao falar. Confie em si mesmo, reforce sua autoestima para ficar calmo e tranquilo em qualquer situação.”

Para uma boa comunicação, é imprescindível interessar-se e elaborar boas perguntas, desta forma a comunicação poderá fluir com naturalidade. É um pingue pongue, pergunte e ouça com atenção a resposta conforme falamos na dica um.

3. Mantenha o respeito

Ao se comunicar sobre algum assunto mais delicado, é importante demonstrar respeito para com a pessoa. Procure olhar para o seu interlocutor e leve seus argumentos em consideração. Devemos procurar falar com a pessoa, e não para a pessoa. Lembre que o processo de comunicação é uma via de duas mãos.

É salutar respeitar a opinião das demais pessoas, pois nem sempre estamos todos alinhados. Às vezes temos valores diferentes, o que nos faz julgar as situações por diferentes perspectivas. Mas isso não nos dá o direito de tratar a opinião do outro de forma desrespeitosa.

Atualmente vemos um mundo tão intolerante, que parece se esforçar justamente para desprezar a opinião do outro. Não aja desta forma. Em alguns casos não existe certo ou errado, apenas pontos de vista distintos.

“Fale bem, com boa voz, boa dicção. Administre a velocidade da fala, faça pausas, adeque o volume ao ambiente e aos interlocutores.”

Demonstrar que a conversa não é unilateral e que você também está aberto para ouvir e não apenas colocar o seu ponto de vista como verdade absoluta. Por outro lado, é necessário tomar cuidado ao manter a firmeza e evitar atitudes agressivas.

4. Seja empático
Como falei, a comunicação é uma via de mão dupla. A multiplicidade de pontos de vista é enorme, pois temos nossos próprios valores e influências que moldaram a forma de visualizarmos o mundo e enxergar as diferentes realidades.

Por isso, a melhor maneira de se fazer entender é tentar se colocar no lugar do outro. Isso possibilitará a você enxergar como determinada informação está sendo recebida. Com esta atitude você estará gerando empatia para ter uma comunicação eficaz. Sempre temos que pensar como a pessoa gostaria de ser tratada.

“Seja objetivo, desenvolva as ideias com clareza, com começo, meio e fim. Utilize exemplos para fortalecer os seus argumentos.”

Quando fazemos este exercício, reduzimos a dificuldade e a ansiedade que às vezes surge durante o processo de comunicação.
Quando nos dispomos a sermos empáticos, acabamos até entendendo melhor o que não foi dito com palavras. Neste exato momento somos capazes de responder de forma mais eficaz.

5. Linguagem corporal

Nosso corpo fala tanto quanto nossa voz. Nosso cérebro é preparado para detectá-la e compreendê-la. Durante uma conversa, cuide da postura e de sua fisionomia. Algumas vezes observa-se que não há coerência entre o que dizemos e o modo como nosso corpo se comporta. Esta atitude pode ser mortal para o bom andamento do processo de comunicação.

Quando falamos que estamos abertos a conversar com os braços cruzados ou dizemos que estamos ouvindo atentamente, mas não conseguimos tirar os olhos do celular, é um tiro no pé. Este é um péssimo sinal para o seu interlocutor e vai provocar um processo comunicativo infrutífero.

Nossos sinais não verbais podem muitas vezes revelar mais do que pensamos. Seja a forma como fazemos o contato visual ou apenas nossa postura. Lembre-se que você está em constante comunicação, até mesmo quando não dizemos uma única palavra.

“Faça gestos adequados, tome cuidado com as mãos, evitando uma excessiva gesticulação. Procure adequar a expressão facial ao seu conteúdo, tenha uma postura elegante e principalmente confiante.”

Procure atentar-se a sua postura. É importantíssimo aprender a observar a linguagem corporal das demais pessoas para que você possa responder apropriadamente aos sinais de seu interlocutor.

Se seguirmos estas cinco dicas estaremos mais preparados para nos comunicarmos com eficiência. Pode parecer ousado, mas um dos grandes desafios da humanidade atualmente é compreender e aprender a arte de comunicar-se.
Muitos problemas resultam da má comunicação. Nós não somos ensinados a nos comunicarmos corretamente e isso é algo que temos que aprender no convívio com as pessoas ao nosso redor.

Da comunicação depende a desgraça ou a felicidade, a demissão ou a promoção, a guerra ou a paz. Lembre-se da parábola do rei.

A comunicação é uma das habilidades mais importantes que aprendemos e sempre podemos aperfeiçoá-la.

Das dicas acima entendo que a mais importantes das competências na comunicação é saber ouvir, e observamos que a maioria das pessoas negligenciam este aspecto.

Uma das razões de não sabermos ouvir atentamente é que pensamos em uma velocidade maior do que falamos. Estudos indicam que falamos entre 115 e 145 palavras por minuto, mas temos a capacidade de pensarmos a uma taxa de 650 a 750 palavras por minuto. Fica evidente que é fácil se distrair em nossos pensamentos quando as pessoas estão falando, porque nossa mente trabalha muito mais rápido do que a nossa boca.

Desta forma, ao invés de ouvir, podemos estar pensando em inúmeras coisas, como o que vamos fazer no final de semana, quando devemos pagar aquela conta ou no que iremos almoçar. Caso estejamos alerta para estes momentos, podemos conscientemente voltar a focar no que realmente importa que é o interlocutor do outro lado que está falando conosco.

Dedique-se a escutar verdadeiramente o que as pessoas estão dizendo. Além de ganhar a confiança e o respeito delas, elas se sentirão na obrigação de prestar a mesma atenção quando você for dizer o que pensa.

Um abraço,

Vida que segue!

Jeferson.

Facebookgoogle_pluslinkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *