VOCÊ ACEITA SER PROVOCADO? “O Alquimista” – Podemos aprender e tirar lições valiosíssimas deste romance de Paulo Coelho. Prepare-se para provocações!

Facebookgoogle_pluslinkedin

Apesar de ser uma história “simbólica”, trata-se de um livro que fala sobre mágica, sonhos e tesouros que procuramos externamente em algum lugar físico, e posteriormente percebemos que podemos encontrar este tesouro em nosso próprio íntimo.

Paulo Coelho é um dos escritores brasileiro mais respeitado e admirado ao redor do mundo. O seu livro “O Alquimista” é um best-seller que foi publicado originalmente em 1988. O livro já foi traduzido para mais de 56 línguas.

É o livro brasileiro mais vendido de todos os tempos. Não estamos falando de um livro qualquer, é realmente algo fascinante os números alcançados por Paulo Coelho com esta publicação.

Para quem busca desenvolvimento pessoal, é uma obra essencial e merece ser lida e relida, pois nos faz mergulhar no mais profundo de “nossa alma”.

A alquimia é a arte medieval que procurava descobrir o elixir da vida longa (um remédio que curaria todas as doenças, até a pior de todas, a morte!). A alquimia também é a arte de transformar qualquer metal em ouro. O verdadeiro sentido da alquimia, não é aquele que transforma o metal em ouro, mas é o sentido que dirige o coração, fazendo com que avancemos além dos supostos limites, e descubramos as verdades escondidas no nosso mais íntimo, ou seja, na nossa alma.

De uma forma resumida, a história nos apresenta a viagem de um jovem pastor de ovelhas, Santiago, caminhando em uma caravana da Andaluzia, um pequeno povoado no sul da Espanha, até o deserto do Saara no Egito.

Santiago vai em busca de um sonho que o persegue. O sonho se repete por três vezes, e fala de um suposto tesouro enterrado próximo às pirâmides do Egito.

Apesar de começar sua jornada para encontrar bens materiais (tesouro), rapidamente percebe-se que Santiago começa a encontrar algo muito maior dentro de seu próprio coração.

O simples movimento de estar em busca de algo que muitas vezes nem sabemos direito do que se trata, é o movimento que Paulo Coelho de certa forma coloca como “uma conspiração do universo para que você realmente alcance seus sonhos e desejos”.

Será que VOCÊ acredita nesta suposta conspiração do universo que ocorre para o seu bem? Ou VOCÊ é negativo e acredita que toda e qualquer dificuldade é para impedi-lo de avançar e progredir em seu desenvolvimento? Reflita um pouco antes de avançar na leitura.

Fica evidente que, mesmo quando Santiago acredita que tudo está conspirando contra ele, na verdade, são acontecimentos e dificuldades que precisam acontecer para que ele se fortaleça e realmente siga na direção correta e alcance o seu sonho. Ou seja, como diz o velho ditado…  “há males que vem para o bem”.

As barreiras e dificuldades encontradas ao longo dos caminhos, são desafios para testar seu real propósito de vida. Santiago não “vacila” inicialmente, vende tudo e vai em busca do seu sonho. Quanta determinação! Chega a ser assustador.

Será que VOCÊ é determinado em suas metas, sonhos e desejos? Ou simplesmente fica com medo, confuso e paralisado assim que surge os primeiros obstáculos? Pensemos…

O interessante é que inicialmente Santiago procura ignorar o sonho e volta à vida normal. Ele ainda não sabia interpretar “os sinais do universo”. Porém, quando se depara com um velho rei, na cidade de Tarifa, este indica que Santiago deve seguir “sua lenda pessoal”. Segundo a história, cada pessoa tem a sua lenda pessoal, ou seja, “aquilo que aparentemente vimos cumprir quando nascemos”.

Ao apurar seu sentido e perceber “os sinais do universo”, Santiago faz uma reflexão. Neste exato momento, ele sabe que PRECISA ir em busca do seu sonho. Toma a decisão e decide ir à procura do seu “tesouro.”

E VOCÊ, será que procura perceber e visualizar os sinais que acontecem na sua vida? Será que reflete sobre eles? Ou simplesmente ignora os sinais e como diz a música do Zeca Pagodinho diz: “deixa a vida me levar…”. Pensemos…

Santiago “percebe o sinal” e sabe que precisa ir à procura do seu tesouro/sonho. Novamente uma pergunta (a ideia é provocá-lo mesmo! Leia novamente o título deste artigo). E VOCÊ, ao visualizar um sinal, procura refletir e ir em busca dos seus desejos/sonhos? Ou simplesmente ignora os sinais?

São belas e inúmeras as lições que Santiago aprende ao longo do caminho. Uma que achei bem oportuna é sobre a sabedoria de ouvir o que diz o SEU coração. Porém, o ponto alto me parece ser o de perseguir os nossos sonhos, independente das dificuldades, obstáculos e contratempos. O sonho pode ser algo bem simples…

Santiago aprendeu que o tesouro encontra-se onde estiver o seu coração. E em certa medida, entendo que o tesouro era a jornada em si e as descobertas feitas no percurso, e não o destino final. Além disso, existe a sabedoria que é adquirida quando estamos em movimento em busca do nosso sonho.

Santiago também descobre que: as pessoas que acreditam verdadeiramente em seus propósitos e sonhos, são aqueles que perdem o “MEDO DA DERROTA” e realmente “VENCEM NA VIDA”.

E VOCÊ, primeiro: possui um propósito? Segundo: acredita neste propósito? Será que o medo o impede de avançar? Pensemos novamente…

Em seu caminho, Santiago encontra pessoas que se tornam importantíssimas em sua jornada. São amizades que possivelmente vai durar pela eternidade. Sempre quando nos colocamos em movimento na nossa vida, teremos também a oportunidade de conhecer pessoas fascinantes. Sim, haverá dissabores e pessoas que talvez nunca desejássemos encontrar. Mas é possivelmente a minoria.

E VOCÊ, tem encontrado pessoas interessantes e importantes? Caso negativo, talvez não esteja no caminho certo e pode estar fugindo dos seus sonhos e aspirações.

Assim como Santigado, quando nos abrimos para as possibilidades que a vida nos apresenta, coisas maravilhosas podem ocorrer. Lembrando que haverá adversidades.

As pessoas que cruzam nosso caminho nos direcionam em uma teoria de vida que Paulo Coelho tenta apresentar como: “Tudo é possível se você realmente desejar que aconteça”. Parece algo até poético, mas entendo que com um pouco de dedicação e esforço podemos sim alcançar nossos propósitos de vida.

É importante ressaltar que durante a jornada, Santiago presencia momentos que não sabia exatamente o que fazer. Surgem dúvidas e angustias, mas Paulo Coelho ressalta que é preciso ouvir a “alma do mundo”. Na verdade, é uma luta constante do ser humano por uma vida mais plena e com significado, que faz com que esta voz do mundo se torne clara e você decifre estes sinais (como um bom alquimista) para tomar melhores decisões.

Esta obra maravilhosa já vendeu mais de 65 milhões de cópias em todo o mundo.

Pessoal, estas são as impressões e interpretações que tirei durante a leitura, agora se você já leu o livro, compartilhe suas impressões conosco e deixe o seu comentário no final do artigo.

Se ainda não leu, ou mesmo que já tenha lido, releia, pois é como a leitura da Bíblia, sempre há algo novo a ser percebido, uma outra perspectiva que não foi observada na leitura anterior.

Ao ler este livro você irá entender o motivo pelo qual já foi lido por tantos milhões de pessoas ao redor do globo.

Uma última mensagem: “aquilo que procuramos está mais perto do que pensamos, mas se não sairmos procurando não iremos descobrir nunca”. Autor Desconhecido.

Um abraço,

Vida que segue.

Jeferson Peres.

Facebookgoogle_pluslinkedin

1 comentário


  1. Fala Jeferson. Já faz mais de 25 anos que li o Alquimista e confesso que lembro pouco do conteúdo. É um livro cativante. Acho que agora vou reler sim.
    Excelente post! Muitos questionamentos importantes.

    Abraços,

    Edward

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *