Como substituir hábitos: destrua crenças limitantes e fique mais próximo de suas conquistas

Facebookgoogle_pluslinkedin

 

Todas as pessoas invariavelmente enfrentam grandes desafios que às impedem de alcançar os seus objetivos e sonhos mais profundos. Porém, o que as pessoas não sabem é que suas crenças limitantes bloqueiam suas inúmeras capacidades de entrar em ação e gerar grandes resultados.

Afinal, o que seria uma crença limitante?

Vamos falar primeiro da crença.

Crenças: são opiniões adotadas com fé e convicção. São resultados de pensamentos e interpretações das experiências que vivemos ao longo da nossa vida. No momento em que nos identificamos com uma determinada situação e a adotamos como padrão ou modelo, nossas decisões sofrem influencias deste padrão/modelo e criamos um paradigma ou uma crença.

Crenças são padrões que você adota como verídicos, mas que no fundo “podem” (ou não) ser falsos ou pelo menos não são verdades 100% absolutas. Porém, podem fortalecer você na busca dos seus sonhos (se for uma crença positiva) ou impedir você de tornar a sua vida melhor (se for uma crença limitante).

Trazendo para a nossa realidade, vamos falar de uma atividade habitual que é tomar banho.
Observe que é um acontecimento natural, sem que você tenha que pensar muito a respeito antes de agir.

Tomar banho é um hábito tão consolidado para a maioria das pessoas, que pode parecer absurdo não fazê-lo. Observou como nasce/surge uma crença?

Acontece que você não nasceu sabendo que manter sua higiene corporal em dia era necessário. Você aprendeu sobre a necessidade de fazê-lo diariamente. Em um determinado momento, ninguém mais precisou lembrar você de tomar banho (assim espero!).

Tomar banho inicialmente é um comportamento aprendido com nossos pais, depois torna-se uma crença (que o banho é fundamental para a higiene) e esta crença torna-se um hábito. Pensar em não tomar parece absurdo! É um exemplo bastante rudimentar, mas é importante para ilustrar como nossa mente funciona. Quando aprendemos e entendemos como a mente funciona, podemos aproveitar para utilizar este conhecimento a nosso favor e fortalecer nosso desenvolvimento.

Nossas crenças dirigem e determinam nossas ações, logo, é mandatório lembrar que não são os “fatores externos” que controlam suas vidas. A sua grande “mudança pessoal” terá início na crença e não no comportamento. A mudança será de dentro para fora.

Mude uma crença e a sua transformação será mais fácil de ser implantada, e você a tornará um hábito.

Como disse, existem crenças que nos fortalecem e crenças que nos impedem de crescer. É importante descobrir as suas crenças limitantes, para que você possa substitui-la por uma crença fortalecedora, e desta forma alcançar seus objetivos de vida.

Lembre-se de uma regra: quando se deparar com algum tipo de bloqueio mental (crença limitante) é importantíssimo substituir esta crença antiga por uma nova crença e posteriormente a transformar em um hábito.

Percebe o ciclo que devemos adotar? Primeiro: identificar a crença limitante. Segundo: substituir uma velha crença (ruim) por uma nova (boa). Por último, transforme-a em um hábito.

Identificando a crença limitante: pode ser aquele tipo de ideia ou pensamento que nos impede de executar ações que possivelmente gerariam resultados positivos em nossa vida. Uma crença é algo que acreditamos que seja verdade. É tudo aquilo que impede você de avançar.

Veja abaixo uma lista rápida de crenças limitantes:

  • Não tenho tempo para nada;
  • Nunca vou conseguir dinheiro suficiente;
  • Não levo jeito para isso;
  • Não consigo me organizar;
  • Só é possível ganhar dinheiro fazendo coisas erradas;
  • É melhor dar do que receber;
  • Não sou bom o suficiente;
  • Não sei tudo o que preciso;
  • Não tenho dinheiro para nada;
  • Nunca vou conseguir alcançar meus objetivos ou realizar meus sonhos;
  • Tudo precisa ser perfeito;
  • Eu não mereço sucesso ou coisas boas;
  • Não é possível viver do que se ama;
  • Não consigo aprender isso (não sou capaz);
  • Estou fadado a essa vida e a ser desse jeito, porque essa é e sempre foi a situação da minha família, e por isso é a minha e não posso alterar o destino… ;
  • Não sei como resolver esse problema;
  • Eu não consigo / não posso / não sei fazer isso;
  • Sou muito velho para isso;
  • Sem trabalho duro não se consegue nada;
  • Os outros precisam mudar para minha vida melhorar;
  • O mundo está em crise, e por isso tudo está muito difícil para mim;

Se você crer que a vida é difícil, ela vai sim se tornar difícil. É claro que se eu apenas pensar que tudo é fácil, as coisas não vão acontecer em um passe de mágica. Não é isso que estou sugerindo.

Mas, se apenas acreditamos que tudo é difícil e que você não é capaz, você começa a conectar-se com essa verdade e a vida lhe apresentará situações que sejam compatíveis com este tipo de vibração. Nós precisamos urgentemente nos conectar com aquilo que realmente desejamos e queremos para nossas vidas.

Muitas vezes entramos no piloto automático e nos esquecemos de nos questionar. Será que estamos sendo governado por crenças que nos limitam? Esta reflexão é muito importante.

Faça uma pergunta simples: Por que algumas pessoas alcançam sucesso e outras não? Por que uma pessoa que tem tudo para dar certo não consegue realizar muito na vida?

Por outro lado, outras que não tiveram acesso aos mesmos recursos e oportunidades, conseguem virar o jogo e conquistam êxito sucessivamente?

Alguns até podem dizer que se trata de sorte, mas eu não acredito que isso seja verdadeiro. Não podemos simplesmente julgar o sucesso das pessoas como um fator de sorte, isso até pode ser considerado um insulto a capacidade do ser humano.

Porém, o que seria determinante para tornar algumas pessoas altamente capazes de alcançar os seus objetivos, enquanto outras permanecem na mesma situação?

Sim, é isso mesmo. A pessoa identificou a crença limitante e a substituiu por uma boa crença, e posteriormente a transformou em um hábito.

Este processo pode ser consciente ou não, mas desconfio que para a maioria de nós é um processo inconsciente, porém, pode sim ser um processo consciente agora que você sabe que pode alterar suas crenças limitantes.

Pense que muitas de nossas crenças foram adquiridas a partir das experiências passadas, quando ainda estávamos construindo um sistema que nos informava o que as nossas experiências significavam, isto é, quando estávamos formando e desenvolvendo nossas referências pessoais.

Deixe seu e-mail abaixo e receba artigos e dicas imperdíveis para ter sucesso pessoal e profissional! É gratuito!

Muitos destes processos ocorrem quando criança, logo, o ambiente de infância pode influenciar positivamente ou negativamente nossas crenças. Porém, é importante lembrar que podemos mudar nossas crenças e não nos tornarmos vítimas das situações.

Isso ocorre naturalmente (mudança das crenças) a partir da nossa evolução. Vamos substituindo as crenças na medida em que vamos nos desenvolvendo. O importante é incorporar crenças e hábitos positivos em nossas vidas, para que possamos alcançar nossos desejos.

Quem nunca observou um amigo, colega ou parente que passou por um processo de emagrecimento?

Uma das fases passa pelo processo de substituição da crença de que não era possível/capaz de alcançar a perda de peso. Na sequência, inicia-se o processo de fortalecimento de uma nova crença através da incorporação de atividades físicas regulares e uma alimentação mais equilibrada. Posteriormente, este processo é transformado em um hábito e fica mais fácil de alcançar o emagrecimento esperado.

 

É muito importante estabelecer bons hábitos. É desnecessário dizer que um hábito ruim pode destruir muitos dos seus propósitos.

Invariavelmente todos em algum momento da vida já cultivaram hábitos “tóxicos” (seja ele qual for) mas existe um que adoramos: “não acreditar na nossa própria capacidade”.

O processo de mudança de um hábito não é fácil. Vai exigir uma dose de esforço e força de vontade inicialmente, que possibilitará um grande impulso. Mas quando transformado em um hábito, tudo fica mais automático.

Não adianta uma ideia fazer sentido logicamente falando, se a crença indicar o oposto. Talvez você tomará a decisão pela mudança, mas no dia seguinte tudo voltará ao normal. Por isso é importante a substituição da crença limitante.

Não tente realizar a mudança de muitos hábitos simultaneamente. Um passo de cada vez, porém, uma vez instalado um bom hábito o sucesso nesta empreitada terá muito mais chance de ser alcançado, e tornará seu dia a dia melhor, até porque você não vai precisar pensar para realizar o hábito. É como tomar banho, trocar de roupa, etc.

Procure tornar/incluir o hábito em sua rotina. Isso tornará tudo mais prático, e um elemento que pode ser incorporado na mudança de hábito é uma recompensa.

Se você está procurando uma alimentação mais equilibrada (por exemplo), escolha um dia para comer apenas um pouco daquele doce que você adora. A recompensa o estimula e fortalece a construção do novo hábito.

Segue abaixo algumas orientações para conseguir verdadeiramente mudar seus hábitos:

  1. Troque um hábito ruim por um novo que ajude você alcançar seus objetivos;
  2. Defina um prazo para iniciar a nova rotina. Planeje com cuidado. Iniciar de forma organizada e com uma clara direção a seguir permitirá prosperar rapidamente. Planeje!;
  3. Mude um hábito de cada vez;
  4. Coloque uma margem para erros. Talvez você não alcançará 100% da meta inicialmente. A mudança leva tempo. Tenha paciência e mantenha-se firme no seu propósito;
  5. Procure alguém para acompanhar a mudança do seu hábito. Esta pessoa será o seu guardião e apoiará você. Ela será também responsável pelo seu sucesso.
  6. Pense que haverá sucesso na empreitada! Será uma questão de tempo. Não se cobre exageradamente, confie em si mesmo e acredite que tem grande potencial. Tudo isso poderá funcionar como um gatilho de pensamentos que irão permitir que você se mantenha motivado e no caminho certo;
  7. Evite situações, locais e pessoas que podem trazer você de volta ao hábito ruim;
  8. A mudança do hábito pode ser realizada em etapas: I, II e III. A cada vitória, uma comemoração & recompensa!
  9. Sempre haverá os chatos e negativos de plantão dizendo que você não vai conseguir. Não deixe estes sabotadores atrapalharem sua rotina. Siga firme na direção dos seus sonhos;
  10. Talvez você possa declarar seu novo hábito publicamente, desta forma você terá mais “fiscalizadores” e “apoiadores”. Lembre-se que eu escrevi talvez. Até porque em caso de dificuldade para avançar, você pode se frustar, pois não cumprir um combinado publicamente poderá ser embaraçoso para você. A decisão é sua!;
  11. O propósito da mudança precisa ser cristalino para motivar e manter você na direção do seu objetivo. O simples desejo sem propósito e sem significado, não permite um engajamento para mudar um hábito.
  12.  Aquela pessoa que será o seu guardião pode inclusive ser a pessoa que você vai se apoiar quando as coisas forem se tornando complicadas e você pensar em desistir. Procure o guardião.

Conclusão

As pessoas quando entendem que podem transformar suas vidas através das suas crenças, percebem que podem se livrar de comportamentos e atitudes perigosos que antes as impediam de se aproximarem de suas conquistas. Uma vez consciente, conseguem passar a explorar o grande potencial que existe dentro delas, mas que estava adormecido e esperando o momento para despertar.

Por outro lado, pessoas reativas preferem se prender em situações que não podem mudar. Estão muitas vezes culpando a crise, o marido, o governo ou sua condição de vida por não alcançar os resultados que desejava.

Ao invés de ser uma pessoa reativa, procure ser proativo. Concentre-se naquilo que está em seu controle e faça a sua parte. Ao invés de se preocupar com situações desagradáveis, procure visualizar maneiras de ultrapassar estas barreiras e continue avançando, apesar de todas as dificuldades e adversidades.

Recapitulando, quando esbarrar com algum tipo de crença limitante: 1/ identifique-a; 2/ procure obter a causa da crença sendo curioso; 3/ defina aonde quer chegar e qual é o objetivo maior que deseja alcançar; 4/ substitua a crença velha e negativa por uma nova e fortalecedora; 5/ transforme a nova crença em um hábito.

Se gostou, compartilhe com seus amigos.

Um abraço,

Vida que segue!

Jeferson Peres.

Facebookgoogle_pluslinkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *